Revista eletrônica de divulgação holística. Artigos, crônicas e parábolas de abordagens científicas e espirituais. Um portal de acesso para o autoconhecimento, a meditação e a consciência de viver com plenitude no aqui e no agora.
SE VOCÊ QUER QUE SEU AMOR SEJA ETERNO, NÃO CHEGUE MUITO PERTO estar em si casal - Se você está rindo, é melhor sorrir do que rir, porque um sorriso nunca traz lágrimas, só o riso. Ou se você rir, mantenha o equilíbrio. Não vá para o extremo. Permaneça em terreno plano, caso contrário, mais cedo ou mais tarde você vai ser jogado para o outro extremo e então você vai sofrer. Quando você está […] Full view

Se você está rindo, é melhor sorrir do que rir, porque um sorriso nunca traz lágrimas, só o riso. Ou se você rir, mantenha o equilíbrio. Não vá para o extremo. Permaneça em terreno plano, caso contrário, mais cedo ou mais tarde você vai ser jogado para o outro extremo e então você vai sofrer. Quando você está feliz, mantenha o controle, não seja muito feliz. Não há necessidade. Sorria de felicidade, não ria; fique quieto sobre isso, então a felicidade pode permanecer por um longo tempo. Se você conhece a destreza dela, ela pode ficar para sempre.

Um sorriso pode permanecer para sempre - o riso não. Então você pode encontrar um Buda sorridente, mas não risonho. Ele conhece a arte de como manter o equilíbrio.  No amor, seja nutrido por ele, nutra o outro de amor, sinta-se em êxtase, mas não enlouqueça. Caso contrário, mais cedo ou mais tarde tudo vai terminar. Cedo ou tarde tudo vai se transformar em ódio. Amantes podem tornar-se inimigos muito facilmente, na verdade, como se pode fazer um inimigo a menos que primeiro façamos dele um amigo?

E quanto mais profunda a amizade mais profunda será a inimizade, se ela vier. Você não pode criar um inimigo sem criar amizade em primeiro lugar. Amizade parece ser o primeiro requisito.

Se você se mover em demasia, se você chegar muito perto, você vai criar inimizade. Nunca vá muito perto. Mantenha sempre uma distância pequena. Kahlil Gibran em seu maravilhoso livro O Profeta diz: amantes devem ser como pilares de um templo - apoiar o mesmo teto, mas não muito próximos uns dos outros. Como pilares .... Se ficarem muito perto, todo o templo vai cair, se ficarem muito longe, então também todo o templo vai cair. Os amantes não podem chegar muito perto e não podem ficar  muito longe. Eles devem ser como pilares de um templo, suportando o mesmo teto.

Esta é a arte, a habilidade. Se você quer que seu amor seja eterno, não chegue muito perto, porque se você chegar muito perto, então a necessidade de ficar mais longe aparece. Se você chegar perto demais, então você ultrapassa a liberdade do outro - e todo mundo precisa de seu próprio espaço. O amor é lindo quando co-existe com o seu espaço e, se ele começa a invadir o seu espaço, então ele se torna venenoso. E os amantes sempre se comportam desta forma infantil e estúpida.

Quando eles estão amando não escutam mais nada, eles tentam chegar perto demais e, em seguida, destroem o seu amor. Se tivessem agido com mais sabedoria, não teria chegado perto demais e, em seguida, teriam permanecido unidos para sempre.

Bernard Shaw disse em algum lugar que no momento em que um homem se torna sábio no amor, sua vida já passou. Muitos idosos tornam-se sábios no amor, mas então a possibilidade de amar se foi. Bernard Shaw disse: Eu sempre me pergunto por que Deus desperdiça juventude entre os jovens. Deve ser dada a pessoas de idade, que são mais sábias, que têm vivido, conhecido e atingiu um equilíbrio - mas Deus continua a dar juventude para os jovens.

Esta é a regra de ouro: sempre manter o equilíbrio. Um ser desequilibrado não pode existir na vida, a vida não permite desequilíbrio. Quanto mais equilibrado você é mais a vida dá a você, quanto menos equilibrado você é - você se torna um mendigo em sua própria vontade. A vida não pode lhe dar.

Osho.

Tradução livre e edição: Shakyamuni

SE VOCÊ QUER QUE SEU AMOR SEJA ETERNO, NÃO CHEGUE MUITO PERTO

Se você está rindo, é melhor sorrir do que rir, porque um sorriso nunca traz lágrimas, só o riso. Ou se você rir, mantenha o equilíbrio. Não vá para o extremo. Permaneça em terreno plano, caso contrário, mais cedo ou mais tarde você vai ser jogado para o outro extremo e então você vai sofrer. Quando você está feliz, mantenha o controle, não seja muito feliz. Não há necessidade. Sorria de felicidade, não ria; fique quieto sobre isso, então a felicidade pode permanecer por um longo tempo. Se você conhece a destreza dela, ela pode ficar para sempre.

Um sorriso pode permanecer para sempre – o riso não. Então você pode encontrar um Buda sorridente, mas não risonho. Ele conhece a arte de como manter o equilíbrio.  No amor, seja nutrido por ele, nutra o outro de amor, sinta-se em êxtase, mas não enlouqueça. Caso contrário, mais cedo ou mais tarde tudo vai terminar. Cedo ou tarde tudo vai se transformar em ódio. Amantes podem tornar-se inimigos muito facilmente, na verdade, como se pode fazer um inimigo a menos que primeiro façamos dele um amigo?

E quanto mais profunda a amizade mais profunda será a inimizade, se ela vier. Você não pode criar um inimigo sem criar amizade em primeiro lugar. Amizade parece ser o primeiro requisito.

Se você se mover em demasia, se você chegar muito perto, você vai criar inimizade. Nunca vá muito perto. Mantenha sempre uma distância pequena. Kahlil Gibran em seu maravilhoso livro O Profeta diz: amantes devem ser como pilares de um templo – apoiar o mesmo teto, mas não muito próximos uns dos outros. Como pilares …. Se ficarem muito perto, todo o templo vai cair, se ficarem muito longe, então também todo o templo vai cair. Os amantes não podem chegar muito perto e não podem ficar  muito longe. Eles devem ser como pilares de um templo, suportando o mesmo teto.

Esta é a arte, a habilidade. Se você quer que seu amor seja eterno, não chegue muito perto, porque se você chegar muito perto, então a necessidade de ficar mais longe aparece. Se você chegar perto demais, então você ultrapassa a liberdade do outro – e todo mundo precisa de seu próprio espaço. O amor é lindo quando co-existe com o seu espaço e, se ele começa a invadir o seu espaço, então ele se torna venenoso. E os amantes sempre se comportam desta forma infantil e estúpida.

Quando eles estão amando não escutam mais nada, eles tentam chegar perto demais e, em seguida, destroem o seu amor. Se tivessem agido com mais sabedoria, não teria chegado perto demais e, em seguida, teriam permanecido unidos para sempre.

Bernard Shaw disse em algum lugar que no momento em que um homem se torna sábio no amor, sua vida já passou. Muitos idosos tornam-se sábios no amor, mas então a possibilidade de amar se foi. Bernard Shaw disse: Eu sempre me pergunto por que Deus desperdiça juventude entre os jovens. Deve ser dada a pessoas de idade, que são mais sábias, que têm vivido, conhecido e atingiu um equilíbrio – mas Deus continua a dar juventude para os jovens.

Esta é a regra de ouro: sempre manter o equilíbrio. Um ser desequilibrado não pode existir na vida, a vida não permite desequilíbrio. Quanto mais equilibrado você é mais a vida dá a você, quanto menos equilibrado você é – você se torna um mendigo em sua própria vontade. A vida não pode lhe dar.

Osho.

Tradução livre e edição: Shakyamuni

Por: shakyamuni

Deixe um comentário