Revista eletrônica de divulgação holística. Artigos, crônicas e parábolas de abordagens científicas e espirituais. Um portal de acesso para o autoconhecimento, a meditação e a consciência de viver com plenitude no aqui e no agora.
  • Home  /
  • zen   /
  • DESCANSE NA GRANDE PAZ NATURAL
DESCANSE NA GRANDE PAZ NATURAL bouddhas-par-deux-rouges-et-or - Um belo e profundo poema de Nyoshul Khenpo Rinpoche  aliado ao meditativo mantra tibetano, é um presente para se envolver consigo mesmo. Que todos os seres possam encontrar a paz natural. Descanse na grande paz natural  / Rest in natural great peace Esta mente exausta / This exhausted mind Martelando desamparada pelo carma e pensamento neurótico / Beaten helplessly by […] Full view

Um belo e profundo poema de Nyoshul Khenpo Rinpoche  aliado ao meditativo mantra tibetano, é um presente para se envolver consigo mesmo. Que todos os seres possam encontrar a paz natural.

Descanse na grande paz natural  / Rest in natural great peace 
Esta mente exausta / This exhausted mind 
Martelando desamparada pelo carma e pensamento neurótico / Beaten helplessly by karma and neurotic thought
Como a fúria implacável do bater das ondas / Like the relentless fury of the pounding waves
No infinito oceano do samsara. / In the infinite ocean of samsara.
Descanse na grande paz natural. / Rest in natural great peace.

~ Nyoshul Khenpo Rinpoche

Como sessar os pensamentos e as emoções? Se você deixar um copo de água barrenta imóvel, sem move-lo, a sujeira vai assentar no fundo, e a claridade da água voltará a brilhar. Da mesma forma, em meditação permitimos que nossos pensamentos e emoções sessem naturalmente, e em um estado de facilidade natural. Há um ditado maravilhoso dos grandes mestres do passado: porque nessas duas linhas é mostrado tanto o que é a natureza da mente, e como envolve-la pela observação, que é a prática da meditação. Em tibetano é muito bonito, quase musical: Ichu ma nyok na dang, sem ma chö na de.  Que quer dizer mais ou menos isto: ' Água, se você não se mexer, se tornará cristalina; a mente, deixada inalterada, irá encontrar sua própria paz natural.'

Descanse na grande paz natural  / Rest in natural great peace 
Esta mente exausta / This exhausted mind 
Martelando desamparada pelo carma e pensamento neurótico / Beaten helplessly by karma and neurotic thought
Como a fúria implacável do bater das ondas / Like the relentless fury of the pounding waves
No infinito oceano do samsara. / In the infinite ocean of samsara.
Descanse na grande paz natural. / Rest in natural great peace.

 

DESCANSE NA GRANDE PAZ NATURAL

Um belo e profundo poema de Nyoshul Khenpo Rinpoche  aliado ao meditativo mantra tibetano, é um presente para se envolver consigo mesmo. Que todos os seres possam encontrar a paz natural.

Descanse na grande paz natural  / Rest in natural great peace 
Esta mente exausta / This exhausted mind 
Martelando desamparada pelo carma e pensamento neurótico / Beaten helplessly by karma and neurotic thought
Como a fúria implacável do bater das ondas / Like the relentless fury of the pounding waves
No infinito oceano do samsara. / In the infinite ocean of samsara.
Descanse na grande paz natural. / Rest in natural great peace.

~ Nyoshul Khenpo Rinpoche

Como sessar os pensamentos e as emoções? Se você deixar um copo de água barrenta imóvel, sem move-lo, a sujeira vai assentar no fundo, e a claridade da água voltará a brilhar. Da mesma forma, em meditação permitimos que nossos pensamentos e emoções sessem naturalmente, e em um estado de facilidade natural. Há um ditado maravilhoso dos grandes mestres do passado: porque nessas duas linhas é mostrado tanto o que é a natureza da mente, e como envolve-la pela observação, que é a prática da meditação. Em tibetano é muito bonito, quase musical: Ichu ma nyok na dang, sem ma chö na de.  Que quer dizer mais ou menos isto: ‘ Água, se você não se mexer, se tornará cristalina; a mente, deixada inalterada, irá encontrar sua própria paz natural.’

Descanse na grande paz natural  / Rest in natural great peace 
Esta mente exausta / This exhausted mind 
Martelando desamparada pelo carma e pensamento neurótico / Beaten helplessly by karma and neurotic thought
Como a fúria implacável do bater das ondas / Like the relentless fury of the pounding waves
No infinito oceano do samsara. / In the infinite ocean of samsara.
Descanse na grande paz natural. / Rest in natural great peace.

 

Por: shakyamuni

Deixe um comentário